Do que se trata este acervo?

A catalogação e a digitalização da biblioteca do FCCB é um projeto a longo prazo, a biblioteca tem, além dos informativos, obras desde o século 19, revistas nacionais e internacionais e correspondências recebidas dos clubes e salões do Brasil e do exterior.


O que é o Foto Cine Clube Bandeirante?

Os amadores na fotografia sempre foram uma espécie de base em volume e dedicação. Foram eles que pleitearam a fotografia como arte e parte da programação dos museus, a partir dos Fotoclubes, criados como uma rede de estudos e ações. São dois séculos desde que nasceu a fotografia, e durante um século e meio foram eles que a disseminaram através do turismo, da fotografia popular e da fotografia de memória familiar.

No Brasil, no seio do FCCB, surgiu na década de 1950 o movimento modernista que até o final de 1960 se desenvolveu em grande escala como o movimento mais transformador que a fotografia teve em sua forma. Por aquise falou mais de 20 línguas, fomos a babel brasileira da imagem e pudemos trocar informações e estudar com países como Índia, Bélgica, Dinamarca, Canadá, Estados Unidos e Cuba, entre tantos.

Prestes a completar 79 anos, o mais tradicional dos Foto Cine Clubes paulistanos, o Bandeirante (FCCB), que esteve fechado para reforma desde maio de 2016, reabre agora apresentando sua primeira fase de recuperação com uma biblioteca digitalizada e o acervo fotográfico em comodato com o MASP. O primeiro boletim do FCCB foi publicado em 1946 e todas as edições até o número 194, de dezembro de 1974, já estão disponíveis para consulta digital. Poder acessar esse material histórico é preciosíssimo.